sexta-feira, 3 de maio de 2013

Creepypasta: Relíquias das Grandes Guerras

Essa narrativa foi mantida por muito tempo escondida em meio a coleções particulares como uma relíquia encontrada depois da Segunda Guerra Mundial. A coleção pertencia a um homem Francês que faleceu misteriosamente, sendo encontrado em sua casa morto e com um grande ferimento logo abaixo da última costela do lado esquerdo do corpo.

Segundo os vizinhos o homem dono da coleção era um professor, amante de história e colecionador de todos os tipos de objetos que foram resgatados em meio ao caos das Grandes Guerras. Por volta das *** horas foi possível ouvir um barulho semelhante a um tiro vindo da casa do homem, pouco tempo depois ele foi encontrado no chão de sua cozinha com o estranho ferimento muito semelhante ao estrago feito por um  tiro a queima roupa. Os olhos arregalados e a tensão muscular no corpo do morto faz com que a equipe de perícia pensasse que o homem sofreu um grande trauma ou entrou em desespero segundos anteriores a sua morte. 

Nenhum vestígio de armamento, munição ou pólvora foi encontrado no raio de até 100 metros partindo da casa da vítima que foi revistado pela polícia. Um pequeno livro muito semelhante a um diário foi encontrado sobre a mesa da cozinha parecendo ter sido a ultima coisa que o professor leu ainda em vida, tinha um marcador em uma de suas primeiras páginas. O diário foi o motivo para as investigações serem suspensas por hora, o caderno em Italiano após traduzido e adaptado a uma linguagem mais atual era possível ser lido da seguinte forma:

Algumas datas e nomes foram retido para que não sejam causados problemas posteriores. Quebras na leitura são por manchas de tinta na folha dificultando seu intendimento.

" Dia ** do mês *****, ******.

Esta noite sonhei com uma incrível e assustadora criatura, ele parecia extremamente magro, com a altura de um homem adulto mas que sofria com um sério problema de corcunda, não me lembro de ver com exatidão cabelos naquele ser, mais se existiam eram muito ralos, sua pele possuía uma tonalidade suspeita. Mas de fato o mais impressionante era o enorme ferimento do lado esquerdo do corpo nas proximidades do que me parecia sua última costela. Não quero sonhar com aquilo novamente... Principalmente após a morte de papai naqueles ditos imundos campos de combates...'

[...]

...Sobre o estranho sonho de outros dia... Ele continua se repetindo de vês em quando, tenho medo de dizer a minha mãe e a minha irmãzinha, mamãe não me ouviria já que passa muito tempo chorando em seu quarto, *** se assustaria com a história e correria para dizer a mamãe que eu estava tentando amedronta-la. Tenho cada vez mais medo daquela coisa depois que um detalhamento do exercito disse que meu pai morreu por um tiro muito próximo ao corpo na região abdominal da última costela a esquerda. Será que ele tem tentado me dizer algo?

[...]

Dia ** do mês [...]

Os pertences de meu pai chegaram após ** dias depois da confirmação de sua morte. [...] ...por que aquela coisa perece mais e mais real a cada vez que penso nela, estou realmente assustado agora, quando tentei comentar sobre ele com minha mãe tudo que ela respondeu ainda com os olhos mareados de lágrimas 'Ahãn..' e depois me mandou ficar em silêncio e de castigo após mencionar sobre o ferimento do monstro.. Não culpo ela, a semelhança com o caso de meu pai e terrível. [...]"

O resto do  livro não passa de folhas de papel borradas com tinta e lama, no final do livro uma caligrafia diferente pode ser traduzida, pela forma da escrita é suposto que pertença a mãe do primeiro narrador, ela parecia muito nervosa pois sua letra era trêmula e haviam vários riscos de correções ortográfica:

"Senhor por que fez isso comigo? Já não bastava meu marido? Por que ambos tinham de morrer de formas tão parecidas? Após ler esse livro te suplico de que os apelos e minha criança sejam mentira.. Algo assim não poderia ser real, por que não ouvi meu filho? Por que? E o por que essa estranha figura também tem me assombrado? Por que tenho visto essa coisa ao redor de minha casa?"

O caso foi arquivado até que alguém tenha coragem de mexer com o caso do 'Monstro da Guerra'.



Não adianta correr

2 comentários:

  1. Oi, indiquei seu blog nessa TAG: http://dossiedofelipe.blogspot.com/2013/05/tag-parcerias.html

    ResponderExcluir